fbpx

Tudo sobre o autismo

autismo

Desenvolvimento infantil: O que dizem os profissionais?

desenvolvimento_infantil

Para uma criança crescer de maneira completa, é preciso trabalhar diferentes aspectos durante sua formação. O desenvolvimento infantil é complexo e abrange aspectos cognitivos, orgânicos, motores, emocionais e sociais.

As pesquisas em neurologia mostram que a primeira infância é um período fundamental no desenvolvimento cerebral. Os bebês começam muito cedo seu aprendizado sobre o mundo que os cerca, desde os períodos pré-natal, perinatal (imediatamente antes e após o nascimento) e pós-natal.

Esse é o assunto que vamos abordar neste conteúdo. Confira!

Fases do desenvolvimento infantil

Sensório-motor: 0 a 2 anos – Nessa fase a criança desenvolve a competência de manter a concentração em sensações e movimentos. Inicia o processo de consciência dos movimentos, antes involuntários, agora começam a ter um propósito, como ao estender os braços poderá alcançar objetos de seu desejo.

Sendo que nesse período acontecerá desenvolvimento da coordenação motora. E nessa fase também que o bebê possui consciência somente daquilo que pode enxergar, por esse motivo choram no momento em que a mãe sai de seu campo de visão.

Pré-operatório: 2 a 7 anos – Nesse período acontecem as representações da realidade dos próprios pensamentos. Muitas vezes a criança não tem uma percepção real dos eventos, mas sim a sua própria interpretação do que está acontecendo.

Pode-se observar também nesse período, uma fase muito proeminente do egocentrismo e a necessidade de dar vida às coisas. Sendo visto ainda, como a fase dos “porquês” e da exploração da imaginação, onde o faz de conta é elemento complementar da vida da criança.

Operatório concreto: 8 a 12 anos – O início do pensamento lógico concreto e as normas sociais começam a ser demonstrados pela criança, sendo capaz de entender, por exemplo, que recipientes de tamanhos diferentes, podem comportar a mesma quantidade de líquido.

Nesse período também, o desenvolvimento da criança contempla noções como regras sociais e senso de justiça.

Operatório formal: a partir dos 12 anos – Aos 12 anos a criança já apresenta a competência de compreender situações abstratas e experiências de outras pessoas. Ainda que essas vivências não tenham sido experimentadas pela criança, ela passa a ter condições necessárias para compreender através de situações experienciadas por outras pessoas, em outras palavras, inicia o processo de compreensão de situações abstratas.

Na pré-adolescência, o sujeito se torna capaz de desenvolver hipóteses, teorias e possibilidades e inicia o processo de desenvolvimento da autonomia e independência da adolescência.

Principais Transtornos do Desenvolvimento Infantil

TDAH — Transtorno de déficit de atenção e hiperatividade: é um transtorno que afeta as habilidades motoras e a atenção, podendo também levar a problemas emocionais. Geralmente, os sintomas se tornam mais evidentes na escola, ainda que possam ser percebidos antes disso.

Quem tem TDAH tem dificuldade em manter atenção e foco nas atividades, da mesma forma, não tem muito controle corporal. Isso se manifesta em inquietações, dificuldade para esperar ou ficar parado. Podem ser mais impulsivos e ter problemas emocionais devido a esses sintomas.

TEA — Transtorno do Espectro Autista – é um transtorno do desenvolvimento infantil que afeta principalmente a comunicação e a interação social. Geralmente, os sintomas podem ser percebidos bem cedo, nos primeiros anos de vida da criança.

A criança com TEA pode apresentar atrasos no desenvolvimento da linguagem, mas isso varia de caso a caso. Em geral, ocorrem prejuízos significativos na comunicação, verbal ou não verbal. A criança com autismo tem dificuldade em compreender códigos sociais, como determinados gestos, olhares e regras. Possui o interesse focado e restrito por algum objeto ou assunto.

Distúrbios da Aprendizagem – Os distúrbios da aprendizagem, apesar de afetar funções cognitivas, ocorrem em crianças com bom desempenho intelectual. Os mais comuns afetam a leitura, escrita e a capacidade matemática. A dislexia é o transtorno de aprendizagem mais conhecido e afeta a capacidade de leitura. A criança disléxica tem dificuldade em separar palavras agrupadas em um texto ou dividi-las em partes.

Deficiência Intelectual – é considerada um transtorno do desenvolvimento infantil, podendo ser genética ou resultado de distúrbios neurológicos que interferem no desenvolvimento cerebral.

Geralmente, os sintomas aparecem na pré-escola e o diagnóstico é realizado com testes, por um médico especialista. Com um tratamento multidisciplinar, dependendo da severidade do caso, as crianças conseguem evoluir e se desenvolver em seu limite máximo.

O principal sintoma é o desempenho intelectual muito abaixo da média, limitando habilidades adaptativas — memória, leitura, escrita, matemática, interação social, entre outras —  a ponto de precisarem de constante apoio. Ainda que o grau varia de leve a profundo.

Como ajudar no desenvolvimento da criança?

O processo de criação e desenvolvimento da criança não tem uma fórmula mágica. Cada indivíduo tem uma experiência diferente e uma evolução única. Apesar disso, algumas práticas podem ser adotadas para incentivar o aprendizado, como:

  • Converse e interaja com a criança;
  • Brinque;
  • Leia;
  • Ouça músicas;
  • Ofereça uma alimentação equilibrada.

Lembre-se que o mais importante é observar cada etapa do desenvolvimento infantil e respeitar o tempo de cada criança. Caso perceba algum atraso ou sintomas de transtornos, procure ajuda de um profissional. As intervenções precoces são as mais efetivas e promovem o desenvolvimento adequado das crianças.

banner_plataforma_egolife